Uso de crack no brasil e factores psicossociais que antecedem esta tomada de decisão

  • Márcio Mariano Moreira Universidade Federal de São Paulo
  • Ronaldo Laranjeira Universidade Federal de São Paulo
  • Sandro Sendin Mitsuhiro Universidade Federal de São Paulo

Resumen

Introdução: O consumo de crack cresce no Brasil e necessita de ampla discussão sobre a complexidade desse fenômeno. Objetivo: Discutir os fatores psicossociais que incidem na tomada de decisão em consumir crack. Metodologia: O presente trabalho utilizou informações literárias de livros e revistas científicas, realizado a partir de janeiro de 2016, nas bases eletrônicas de conteúdo SCIELO, LILACS e PUBMED através das palavras chaves crack, tomada de decisão, política de saúde em todos os índices e fontes, incluindo apenas artigos científicos publicados entre os anos 2007 e 2016 enfocando os aspectos legislativos, culturais, econômicos, jurídicos, clínicos, psiquiátricos, ilícitos e a identidade do usuário de crack. Resultados: Não há consenso na legislação brasileira no que tange ao tratamento para dependentes de crack; o usuário de crack passa a viver pautado em valores próprios e o consumo da substância se sobrepõe aos aspectos ilegais; o mercado do crack se autorregulamenta; o Brasil não possui efetivo controle territorial. Conclusão: Concluiu-se sobre a necessidade de se definir o que a sociedade brasileira pensa sobre o consumo de substância psicoativa; o reforço no controle das fronteiras entre Brasil, Bolívia, Peru e Colômbia; a realização de ações de inteligência entre Brasil, Bolívia, Peru e Colômbia no combate ao tráfico de drogas; e o desenvolvimento de uma política pública nacional de saúde, voltada especificamente ao usuário de crack.ABSTRACT Introduction: Crack's consumption in Brazil grows and requires extensive discussion of the complexity of this phenomenon. Objective: To discuss the psychosocial factors that influence decision-making in consuming crack. Methodology: The present work used the literary information of books and scientific journals, made since January 2016, in the electronic bases of content SCIELO, LILACS and PUBMED through the key words crack, decision making, health policy in all indexes and sources, including only scientific articles published between 2007 and 2016 focusing on the legislative, cultural, economic, legal, clinical, psychiatric, illicit aspects and crack user identity. Results: There is no consensus in Brazilian legislation regarding the treatment for crack dependents; Crack users start to live with their own values and the consumption of the substance is most important than illegal aspects; Crack's market is self-regulating; Brazil does not have effective territorial control. Conclusion: It was concluded on the need to define what Brazilian society think about the consumption of psychoactive substance; control strengthening borders between Brazil, Bolivia, Peru and Colombia; to conduct intelligence activities between Brazil, Bolivia, Peru and Colombia in combating drug trafficking; and developing a national public health policy, geared specifically to crack user.
Publicado
2018-01-26
Cómo citar
Mariano Moreira, M., Laranjeira, R., & Sendin Mitsuhiro, S. (2018). Uso de crack no brasil e factores psicossociais que antecedem esta tomada de decisão. Salud & Sociedad, 8(3), 254-261. Recuperado a partir de http://revistas.ucn.cl/index.php/saludysociedad/article/view/2652
Sección
Artículos